Cinematopeia
cinematopeia__musicas para comecar bem o dia e trilha sonora original de a vida secreta de walter mitty

Trilha sonora para começar bem o dia

Não que você precise de uma sugestão, mas eu gostaria de deixar disponível aqui essa proposta de músicas para começar bem o dia. E para falar desse tema, preciso falar de uma das minhas playlists favoritas. A trilha sonora original do filme A Vida Secreta de Walter Mitty.

Se me pedissem hoje para escolher uma trilha sonora original preferida, sem medo eu escolheria as músicas de A Vida Secreta de Walter Mitty. O filme é bom. Conseguiria até chegar num “ótimo”, mas a cena brincando com Benjamin Button me coloca um limite. A trilha sonora original, entretanto, consegue superar qualquer expectativa.

O bonito lema da Life e a inspiração para uma trilha sonora

Já falamos sobre a playlist de músicas que aparecem no filme aqui no Cinematopeia. Veja. A Vida Secreta de Walter Mitty fala de, pode parecer cliché, “aproveitar a vida”. Não necessariamente no estilo carpe diem, mas a vibe é de ter sensibilidade e coragem para enfrentar os desafios. Na verdade vai um pouco mais além. É sobre encontrar o propósito da vida em sua própria vida.

Para ver o mundo e as coisas perigosas que estão por vir,
Para ver além das paredes e chegar mais perto,
Para encontrar o outro e sentir.
Esse é o propósito da vida

O lema da revista Life, contextualizado para o filme, parece ser um conceito a ser seguido para a vida como um todo. Ou seja; para os 50, 60, 90 anos que viverá. Mas, muito mais do que isso, pode ser aplicado diariamente. E as músicas conversam com esse “propósito”. Por isso considero boas trilhas para começar o dia, antes mesmo de sair de casa.

Para explicar melhor isso, resolvi analisar o lema da Life pela percepção de cada uma das músicas que selecionei da trilha sonora original do filme.

O lema da Life traduzido em música

Step Out, a primeira música desta playlist, é um hino que convida a “ver o mundo” ou, em uma tradução literal “pisar fora”. Não faz parte da original soundtrack do filme (somente da lista de músicas que aparecem no filme), mas o artista responsável, José González, também participou da composição de duas faixas da OST com o compositor principal, Theodore ShapiroEyjafjallajökul e Quintessence.

Falando em Eyjafjallajökul, a segunda faixa que leva o nome de uma geleira da Islândia, que cobre um vulcão, traduz a sensação de “as coisas perigosas que estão por vir“.

Quando ouço a faixa Sixth Avenue consigo identificar a frase “para ver além das paredes e chegar mais perto“. Talvez pelo nome que remete a uma importante avenida de Nova York, com construções famosas que incluem o Rockefeller Center e, claro, o próprio prédio Time-Life. Seria essa separação por blocos, em prédios, a que o lema da Life se refere? A música também me passa uma sensação de modernidade e rotina, logo no início, que também convida a essa reflexão.

Por fim, temos a minha preferida. Quintessence é uma faixa única que, para mim, fala muito sobre “encontrar o outro e sentir“, logo depois de ir além das paredes da Sixth Avenue. Mas vai além. Perceba o silêncio, entre 1:11 e 1:16, e uma sutil divisão de atos. Pois bem. É no segundo ato que arrisco dizer que é onde se resume a quintessência da vida; o “propósito da vida“.

Não sei se todos vão concordar comigo, mas fica a reflexão. Entretanto, antes de qualquer interpretação, o que vale mesmo é ouvir, sentir e inspirar-se para um novo dia.

Comente!