Cinematopeia
superheavy-group-photo-singing

SuperHeavy: a banda dos sonhos

Inicialmente criado para promover o lançamento de uma nova plataforma para os smartphones da Nokia, o super grupo foi composto por nada mais nada menos que o líder da Rolling Stones Mick Jagger, pelo antigo guitarrista dos Eurythmics Dave Stewart, pela grande voz feminina da Joss Stone e pelo filho mais novo de Bob Marley, Damian Marley. O contrato com a Nokia não teve sucesso, mas mesmo assim não impediu do grupo continuar. Jagger e Stewart adicionaram o músico e compositor mais promissor do mundo, o indiano A. R. Rahman que deu o toque que Jagger idealizava: “Nós queremos convergir estilos musicais diferentes…”. Em 2009 o grupo começou a trabalhar gravando cerca de 35 horas de músicas em um estúdio em Los Angeles. Posteriormente o álbum foi revisto no Jim Henson Studios, também em LA, e no dia 30 de junho de 2011 o single de estreia “Miracle Worker” foi lançado. A data de lançamento do disco foi agendada para o dia 20 de setembro de 2011.

superheavy_2

Com um estilo musical variado, que mistura o reggae jamaicano, soul, jazz, pop, rock e a perceptível música indiana, obviamente que o álbum foi um sucesso de crítica na época. Conheci a banda posteriormente, escutando a música “Rock Me Gently” na radio. Pela voz marcante de Joss Stone, fazendo um dueto com Damian Marley, achei que poderia ser uma nova música da cantora. Depois que pesquisei e descobri o grupo, fiquei maravilhada com tantas variações de som, letra, instrumentos musicais e nossa, Mick Jagger também faz parte?

O disco viaja pelos países de cada integrante (Inglaterra, Jamaica e Índia), mas o foco principal é a Jamaica. O país era um desejo antigo de Jagger, que revelou ser apaixonado pela cultura e música jamaicana, sonhando em um dia criar um projeto onde pudesse pegar a sonoridade típica. Além dos principais integrantes, o álbum conta com participações de Questlove (baterista do The Roots), Ann Marie Calhoun (violinista conhecida por trabalhar com o Foo Figthers e parceira de longa data de Dave Stewart), Shiah Coore e Courtney Diedrick (baixista e baterista da banda de Damian Marley). O nome da banda surgiu quando Damian Marley rifou “SuperHeavy”, inspirado por Muhammad Ali quando foi campeão de peso super pesado do mundo. Não demorou para que o nome caísse no gosto de todos e assim foi marcado.

Joss Stone define a banda como: “É um novo tipo de música, é um novo gênero, que não podem ser situados”. Jagger deixa claro que a música é acessível: “Se você é um fã dos Rolling Stones, há definitivamente coisas com as quais você pode se relacionar…”. A primeira faixa do disco mostra como a banda é, além de anunciar a chegada do grupo. “SuperHeavy” é cantada por Jagger, Marley e Stone e mistura um groove pulsante, com vocalizações de Rahman. O refrão fica na cabeça como um mantra.

 

“Miracle Worker”, o grande single de estreia, é cativante. A música tem todas as características dos integrantes do grupo, além do violino marcante de Ann Marie Calhoun. O vídeo clipe é muito bem feito e dá vontade de dançar assistindo “o show” do final. A minha preferida é Rock Me Gently, pois me fez conhecer a banda. O Dueto Marley e Stone é belo, apaixonante e consolida Joss Stone como uma verdadeira diva do Soul. Não posso deixar de mencionar as faixas “Energy” (com participação do baterista Questlove), “Satyameva Jayathe” (com um belo solo de violino de Ann Marie Calhoun) dando espaço para Rahman, que compõe a introdução, o refrão e algumas estrofes em hindi.

O grande love song é a faixa “I Don’t Mind”, com uma letra profunda, carinhosa e sincera. Posso dizer que é a música que me fez me apaixonar, pois ela mostra como encontrar a felicidade em pessoas, gestos e na simplicidade. Esse disco é inovador, consegue mesclar tantos estilos e ideias, trazendo uma sonoridade incrível e pouco vista nos dias atuais. Infelizmente a banda não saiu em turnê, não anunciou mais nenhum álbum e não temos noticias recentes. Um projeto tão rico com esse não deveria ter parado. Espero que eles possam voltar e criar algo espetacular novamente. Enquanto isso, dá uma conferida na playlist com as músicas do disco!

 

Siga o Cinematopeia no Spotify. Clique aqui ou procure por "cinematopeia".

Fontes: De Volta Para o Vinil, Daily Mail, The Guardian, Rolling Stone

Comente!